[RESENHA] Mar da Tranquilidade - Katja Millay



  Nastya Kashnikov tem quinze anos. É pianista. Uma menina querida por todos da cidade com sua música e seu talento. Tem uma família completa. Sua vida é maravilhosa.
  Só que seu nome não é Nastya. Ela não tem quinze anos, e não é pianista. Sua família não está completa. A vida dela é a de uma garota morta.

 Agora, ela tem dezessete anos. Não pode mais usar a mão esquerda, e não fala. Vive com a tia, e a cidade não é a mesma. Seus pais vivem em sua cidade natal, enquanto ela foi obrigada, no novo lugar, a se matricular em um colégio para terminar o ensino médio, depois de ter sido despedaçada. Nastya quer vingança. Esta é sua história verdadeira.
 Quando está na escola, ninguém sabe de sua vida. Ninguém pergunta. Mas existem pessoas que querem fazer amizade, apesar de não saberem quem é ela. Ou porque Nastya é um mistério para todos.


“Acho que sempre vou estar despedaçada. Posso trocar os fragmentos de lugar, rearrumá-los, dependendo do dia, dependendo do que preciso ser. Posso mudar num piscar de olhos e ser muitas garotas diferentes, sem que nenhuma delas tenha que ser eu.” - Nastya


 Josh Bennet é um adolescente que passa despercebido por qualquer pessoa, e assim quer continuar, até que Nastya o tira de sua zona de conforto. Ele é jovem demais para ter perdido todos que amava, e Nastya era jovem demais para ter morrido, como ela própria diz.


“Você não tem como conhecê-la – pelo menos não Nastya –, porque ela não revela nada, e o que mostra aos outros não é real.” - Josh


 Um dos pontos que mais me agradaram na história criada pela Katja Millay foi a divisão de pontos de vista. O livro tem partes narradas tanto por Nastya quanto por Josh, o que nos faz conhecer os dois protagonistas deste romance incrível. Outro ponto forte é o segredo da protagonista, que nem tão cedo nos faz descobrir o que aconteceu a ela para que se fechasse tanto para o mundo e perdesse toda a fé e inocência.
 A personagem principal reconhece no garoto algo de si, e quer descobrir por que ele se acomodou tanto na invisibilidade. O surgimento de uma amizade, e, depois, um romance entre ambos é lento e extremamente prazeroso de se ler. Ri em várias passagens.
   Houve momentos, durante a leitura, em que temi pelos dois, por ter me afeiçoado a eles e pelos seus sofrimentos. Outro personagem que me agradou muito foi Drew, o melhor e único amigo de Josh, e que passou a ser amigo de Nastya também. As emoções que o trio causou em mim foram muitas.

“Somos como um mistério. De repente, se eu conseguir desvendá-lo e ele conseguir me desvendar, a gente possa se explicar para o outro. Talvez seja disso que eu esteja precisando. De alguém que me explique.” - Nastya
 
 Mar da Tranquilidade não contém só drama, mas também partes engraçadas e não é surpreendente nos vermos torcendo todo o tempo por este casal singular e tão necessitado de alguém que os ouça.




Título Original: The Sea of Tranquility
Autora: Katja Millay
Tradução: Carolina Alfaro
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Ano de Publicação: 2014
ISBN: 978-85-8041-325-0

Classificação:



2 comentários :

  1. Oi, Letícia!
    Ahh, que bom que você voltou, tava com saudade dos seus posts! xD
    Vi algumas resenhas de todo tipo a respeito desse livro, acho que é do tipo que ou você ama, ou odeia. Mas pelo que você contou, acho que vou amar! *-*
    Gosto muito de drama sobrenatural, e com romance então, nem se fala! Espero poder ler logo porque minha lista de leitura continua gigaaante! Hahaha.
    Bjos,

    Mari
    Mari The Reader

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari! Na verdade, o livro não tem nada de sobrenatural, o fato é que existe um mistério acerca da protagonista, que perdeu a vida que tinha, entende? Preferi começar a resenha assim para dar mais impacto :) Beijos!

      Excluir